I love the smell of frieds in the morning

Foi o que me ocorreu quando cheguei ao bar esta manhã. Ironia, porque o cheiro era insuportável.

Reparei que os chineses não tomam pequeno-almoço. Nem almoçam, nem jantam, nem fazem ceia. Os chineses comem. Ponto. Então não é difícil vê-los a tomar uma sopa de “noodles” às 9h da manhã.

Coisa difícil de descrever sobre determinado lugar, essa do cheiro. Macau tem muitos cheiros. Abundam tanto em quantidade como em variedade e normalmente gostam de apanhar uma pessoa de surpresa. Nas ruas, o transe provocado pelo odor da saborosa comida chinesa pode ser irremediavelmente importunado por uma valente lufada de ar de esgoto ou dióxido de carbono. Nas lojas, a antiguidade pode facilmente confundir-se com o mofo e nos restaurantes o cheiro do óleo ganha todo um novo sentido. Mas ao entrar num edifício é fácil alguém acostumar-se a sentir todos os dias o doce perfume do incenso. A não ser quando cheira a gás.

E no Verão adivinho vir a conhecer toda uma nova panóplia.

Advertisements

About Filipa Queiroz

Jornalista. Nascida em Coimbra, criada em Braga e a viver em Macau.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: