Ó-i-ó-ai, hoje cheira manjerico em Macau

Reza a história que o 24 de Junho foi declarado como Dia da Cidade de Macau e São João como seu padroeiro precisamente devido à referida tentativa de ocupação do território. Isto porque um tiro disparado da Fortaleza do Monte por um padre jesuíta, de apelido Ró, acertou no paiol da armada holandesa, algo que foi atribuído à protecção de S. João, passando este santo a ser o padroeiro da cidade.
Longe vão os tempos dos chás gordos e das fogueiras na praia de Hac-Sá com que tradicionalmente era comemorado o S. João. O dia 24 de Junho foi o feriado municipal de Macau (mas não das ilhas da Taipa e de Coloane, onde o feriado municipal acontecia a 29 de Junho) até 1999, ano da transferência do território para a China. As comemorações do S. João foram interrompidas em 2000 e, desde então, o dia da RAEM celebra-se a 20 de Dezembro, a data da transferência de poderes. Apenas em 2007 por iniciativa de várias associações de matriz portuguesa, voltaram a ser realizadas as comemorações do São João em Macau.

no jornal Hoje Macau

Advertisements

About Filipa Queiroz

Jornalista. Nascida em Coimbra, criada em Braga e a viver em Macau.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: